Como calcular o ROI da tecnologia em hotéis

Aprenda a calcular o ROI (Retorno Sobre Investimento) de tecnologias em hotéis e conheça as principais ferramentas adotadas nessa área. Confira!

Apesar de representarem o mesmo objeto, existem diferenças significativas entre a missão do hotel e a do empreendimento hoteleiro. O objetivo de um hotel é oferecer aos hóspedes boas acomodações por um preço justo e adequado à realidade e infraestrutura do local, com foco na ocupação total dos quartos disponíveis.

Por outro lado, a principal missão do empreendimento hoteleiro é dar lucro. Os investidores desejam obter retorno financeiro, e isso depende de resultados, que são obtidos conforme o empreendimento hoteleiro obtém sucesso na sua missão como Hotel.

Para ter sucesso em um mercado competitivo, é preciso estratégia e controle financeiro. Nenhum gasto fica sem controle e as finanças precisam estar devidamente balanceadas para que a gestão possa tomar as melhores decisões.

A busca pelo controle financeiro e resultados culminou na criação dos KPIs, os Indicadores-Chave da Performance. Tratam-se de métricas utilizadas para obter os principais números relacionados ao desempenho do hotel.

Dentre esses KPIs, um dos mais utilizados é o ROI, o Retorno sobre o Investimento. Ele pode ser utilizado em diversos projetos do empreendimento, porém, é bem conhecido nos setores de marketing, vendas e tecnologia.

As novas experiências digitais dos hotéis e adoção de ferramentas tecnológicas demanda uma análise dos gastos e do retorno obtido com o uso de cada uma delas.

Seu hotel sabe como calcular o ROI da tecnologia no hotel? E analisar quais tecnologias trazem um resultado satisfatório? Veja como executar esses procedimentos tão importantes!

ROI da tecnologia em hotéis: começando pelo básico

Conceituar o ROI não é algo tão difícil, afinal, ele é a soma resultante dos valores investidos sobre o montante de lucro obtido.

De forma simples, podemos exemplificar da seguinte maneira:

  • Um hotel gastou 50 mil reais na montagem de três suítes temáticas de alto padrão e definiu o valor da diária em 1000 reais. Nas vinte primeiras noites após o lançamento, todas elas foram ocupadas ininterruptamente, gerando um montante de R$ 60 mil reais.
  • O cálculo do ROI é feito da seguinte maneira: Retorno do investimento – Custo do Investimento) / Custo do Investimento
  • Neste caso: 60.000 – 50.000 / 50.000 = 0,2 (20%)

Em 20 dias, o Hotel pagou o investimento e obteve um retorno de 10 mil, que representa 20% do valor investido. Seguindo nessa média, em pouco mais de 3 meses o empreendimento terá lucrado exatamente o valor que investiu, obtendo o tão sonhado 100% de retorno financeiro.

É claro que este cenário é ideal e está sendo aplicado sobre um situação simples e de retorno acelerado. No caso do ROI da tecnologia em hotéis, é necessário um pouco mais de paciência e, principalmente, uma análise estratégica sobre quais caminhos vão atingir e quais não irão.

O ROI aplicado na tecnologia em hotéis

No caso do uso de tecnologias, é necessário analisar qual é a principal função dentro do ecossistema do hotel. No caso de um motor de reservas ou de uma ação de marketing digital, o cálculo é mais simples.

Contudo, se o objetivo é acelerar processos (como um sistema de check-in online, um CRM ou qualquer sistema de automatização), é necessário analisar com mais atenção os impactos da ferramenta na rotina das equipes e como ela foi otimizada com o uso da ferramenta.

Vamos analisar alguns casos de ferramentas adotadas dentro do universo da hotelaria e como calcular seu potencial de retorno. Confira!

Anúncios no Google

Assim como boa parte das ferramentas que serão discutidas aqui, o Google Ads permite um rastreamento muito eficiente do comportamento do consumidor, o que permite constatar que a compra foi realmente feita por meio do anúncio veiculado no sistema de busca.

Para aferir o ROI dos anúncios, é preciso ter em mãos o valor investido na campanha e qual o objetivo dela (é possível adicionar botões para chamadas, links para o site do hotel ou até mesmo para uma OTA).

De posse desses dados, basta analisar quais foram os resultados de venda e os números do dashboard do Google Ads para ter uma noção de quantas diárias foram vendidas.

Vale ressaltar que os anúncios são ótimos para estratégias online. Eles tem o poder de posicionar o site do hotel dentre os primeiros resultados de pesquisa e evitar que o cliente faça sua compra por meio de parceiros, como agências e OTAs, que cobram comissão mais ampla sobre as vendas.

Ações de marketing em Redes Sociais

Assim como ocorre com a rede de pesquisa do Google, os anúncios nas redes sociais são inteligentes e cheios de dados que permitem ao hotel detectar sua eficácia. Para analisar o ROI, basta proceder da mesma maneira adotada com o Google: analisar o número de diárias vendidas e quais vendas foram conduzidas pelo anúncio.

Os anúncios em Redes Sociais também podem trazer um ótimo resultado, contudo, a dinâmica das redes pede interação, conteúdos e presença para surtir ainda mais efeito.

Motor de reservas

A utilização de um motor de reservar demanda um investimento alto pois se trata de um sistema de alto valor agregado. O cálculo do ROI dessa tecnologia em hotéis deve ser feito a longo prazo, analisando se as vendas online estão se avolumando e justificando o investimento inicial e mensal.

Os bons motores de reserva também são dotados de ferramentas analíticas para que o hotel possa analisar todas as estatísticas referentes às vendas feitas pelo motor.

Tecnologia de Check-In Online

Para analisar esse ROI dessa tecnologia, o hotel deve ponderar qual foi o impacto na rotina dos funcionários da recepção:

  1. Eles estão com mais tempo disponível para executar outras tarefas importantes?
  2. Os hóspedes atendidos na recepção estão obtendo mais qualidade de serviço?

Tudo isso vai ser fundamental para analisar se há um retorno “subjetivo” envolvido no uso do sistema.

Já em relação aos números mais concretos, basta a gerência analisar quantos check-ins foram realizados por meio da ferramenta e qual o valor investido. Em um hotel onde os hóspedes possuem um perfil menos digital, esse tipo de ferramenta pode se tornar um investimento desnecessário.

Já em um hotel com hóspedes mais conectados (como ocorre muitas vezes em hotéis próximos aos aeroportos e centros empresariais), o check-in online pode ser muito relevante para a experiência do usuário e ser altamente utilizado.

Esses são alguns exemplos da aplicação do ROI na tecnologia dos hotéis. Todo investimento feito por um hotel pode (e deve) ser mensurado para que a gerência tenha total conhecimento sobre o que esperar em termos de resultado.

Empresas que calculam seus gastos e os mantém sempre controlados possuem uma saúde financeira mais estável, o que capacita novos investimentos e melhorias. Fique sempre de olho no ROI de suas empreitadas para conseguir suprir as expectativas dos investidores e executivos do empreendimento.



Notícias relacionadas

https://newhotel.com.br/wp-content/uploads/2023/02/Design-sem-nome-19-1.pngOtimizar Receitas

Dicas, Finanças, Gestão hoteleira

Como otimizar a gestão de receitas dos hotéis de forma prática

blog-fitur-2023-madrid-espanha

Entrevista, Gestão hoteleira, Tecnologia

Fitur 2023, Madrid – Espanha

blog-check-in-sem-contato

Tecnologia

Self Check-in – Newhotel e Sezam 24

Automação, Distribuição e Visibilidade

Maximize as reservas do seu negócio.

Solicite uma demonstração grátis!

Nossa equipe retornará o contato em breve.

Preenchendo este formulário você concorda com nossas políticas de privacidade.