Gestão de dados no segmento hoteleiro: como extrair as melhores informações

Gerar dados não é o suficiente, é preciso saber analisá-los e interpretá-los. Veja o que é necessário para uma gestão precisa de dados no segmento hoteleiro!

Atualmente, vivemos um contexto no qual as empresas buscam – cada vez mais – soluções tecnológicas para auxiliar na gestão empresarial e no desenvolvimento dos melhores processos e ações.

No segmento hoteleiro, em pleno século 21, o principal aliado é a modernização. O uso da tecnologia tem se tornado cada vez mais palpável. Alguns exemplos são:

  • Uso de sistemas inteligentes para gestão de operações;
  • Utilização do marketing e da comunicação digital para impacto dos clientes;
  • Aplicação dos dados sobre as principais ações estratégicas.

No post de hoje, vamos focar neste último item!

Hoje em dia, falar em dados ou big data é algo bastante comum no contexto corporativo. Contudo, o que não faltam são empresas que compreendem o conceito, mas pecam na execução dos procedimentos para extrair as melhores informações de sua database.

Veja abaixo algumas orientações e dicas para descobrir a melhor forma de trabalhar a base de dados no segmento hoteleiro e quais são as formas de utilizar essas informações em prol dos resultados. Boa leitura!

Como extrair as melhores informações dos dados no segmento hoteleiro

Mentalidade data driven é o primeiro passo

Uma empresa que adota um estilo de gestão data driven está fazendo a seguinte afirmação nas entrelinhas: “vamos utilizar informações concretas para balizar nossas ações e decisões e nos guiar até os melhores resultados.”

De forma resumida, podemos dizer que os dados têm como principal finalidade trazer transparência para a gestão do negócio, trocando a subjetividade pela precisão numérica.

Não há mais espaço para execução de ações com base em crenças, opiniões ou análise pessoais. Quem dá as regras são os números, e é com base neles que a empresa se estrutura para operar melhor.

E não se trata apenas de ter dados em um servidor. Cabe aos gestores mensurar a qualidade desses dados e cuidar deles como verdadeiros ativos da empresa. Informações são valiosas, ainda mais quando elas podem auxiliar no desenvolvimento de uma gestão mais precisa da empresa.

Em um oceano de dados, é preciso ter as informações certas para tomar as decisões certas. Portanto, tenha em mente que a empresa que opera com foco em dados sabe como utilizá-los, armazená-los e interpretá-los.

Ser um negócio que trabalha com dados é um desejo de muitas instituições, contudo, o início desse processo se dá na concepção da importância dos dados para as operações. É isso que chamamos de mentalidade data driven, uma nova postura dentro do universo corporativo, muito mais focada na precisão e no uso dos números, e capaz de trazer mudanças significativas para a realidade empresarial.

Ferramentas são essenciais para utilizar dados no segmento hoteleiro

Como se pode imaginar, o manejo de dados não é uma tarefa simples para os seres humanos. Apesar de nossa incrível capacidade cognitiva, estruturar dados e analisar um grande volume de informações pode levar muito tempo. Por isso as empresas apostam nas ferramentas digitais.

Quando falamos em ferramentas, o foco são os sistemas de gestão de operações, tais como:

  • PMS, que faz o gerenciamento completo da propriedade;
  • Soluções segmentadas, como Channel Manager, Business Intelligence ou Revenue Management.

Sem as ferramentas certas, o hotel terá mais dificuldade para administrar e utilizar os dados gerados em suas operações. Essas ferramentas possuem vantagens que merecem o destaque:

  1.       Compilação precisa dos dados;
  2.       Rapidez na captação e interpretação das informações;
  3.       Habilidade de gerar relatórios personalizados para os gestores;
  4.       Capacidade de integração entre os sistemas para criar uma base de dados mais ampla e sólida.

Deixe as máquinas trabalharem por você e por sua equipe. A capacidade e autonomia dos sistemas para manejar os dados dá tranquilidade aos gestores e agilidade para as operações.

Portanto, pondere o uso de sistemas digitais para potencializar a gestão hoteleira e trazer o empreendimento para um contexto de modernização e utilização de dados estratégicos em prol do resultado.

Capacite sua equipe

De nada vai adiantar usar dados e adquirir sistemas se os funcionários não forem capacitados para operar as novas ferramentas. Os colaboradores precisam acompanhar as mudanças da empresa e compreender o contexto em que estão atuando.

Contudo, a empresa tem o dever de orientar os profissionais para que eles possam utilizar as ferramentas e recursos necessários.

Os colaboradores precisam extrair o que há de melhor das ferramentas digitais e dos dados, portanto, certifique-se de que as equipes envolvidas possuem as capacidades e os meios para agregar valor às operações do hotel e comandar todos os procedimentos.

Crie procedimentos padrão para inclusão de dados

Um dos piores problemas para quem opera com base de dados são as famosas “sujeiras”. No universo do big data, a sujeira significa:

  1.       Dados incompletos;
  2.       Informações erradas no banco de dados;
  3.       Repetições.

Além desses 3 problemas, ainda há questões de estilo, como pessoas que completam todos os dados com letra maiúscula enquanto outras utilizam só a primeira letra maiúscula.

Parece besteira, não é mesmo? Porém, isso é muito importante e recomendado por especialistas na gestão de dados.

Uma empresa precisa ter uma “base limpa”, livre de duplicações e com o maior padrão de uniformidade possível. Esse tipo de cuidado com a base de dados faz com que as informações inseridas nos sistemas sejam muito confiáveis (além de estarem bem organizadas).

Para se dar bem na gestão e utilização dos dados, é fundamental criar procedimentos para cadastro de informações (além do já mencionado treinamento), assim, a empresa desenvolve uma base mais rica em conteúdo e simples de ser utilizada pelos colaboradores.

A adoção de uma mentalidade data driven pode ser muito benéfica para o segmento hoteleiro. Afinal, com base nos dados é possível fazer inúmeros procedimentos, desde uma campanha de marketing precisa e hipersegmentada até o desenvolvimento de programas de fidelidade, basta utilizar as informações com inteligência.

E por falar em inteligência, não se esqueça que os dados são ainda mais fundamentais para alguns procedimentos, como os de análise de mercado e Business Intelligence! Não se esqueça que para extrair o melhor dos dados, é preciso analisar como está a força do tripé de sustentação de uma política data driven:

  1. O mindset da empresa para trabalhar com dados;
  2. As ferramentas para operação e manejo das informações;
  3. A capacidade dos funcionários de utilizar essas ferramentas e aplicar os dados em sua rotina.

Confira mais posts sobre gestão hoteleira em nosso blog!


Notícias relacionadas

https://newhotel.com.br/wp-content/uploads/2023/02/Design-sem-nome-19-1.pngOtimizar Receitas

Dicas, Finanças, Gestão hoteleira

Como otimizar a gestão de receitas dos hotéis de forma prática

blog-fitur-2023-madrid-espanha

Entrevista, Gestão hoteleira, Tecnologia

Fitur 2023, Madrid – Espanha

blog-natal-a-cidade-mais-desejada-pelos-seus-hospedes

Dicas, Experiência, Gestão hoteleira

Natal é a cidade mais desejada pelos seus hóspedes

Automação, Distribuição e Visibilidade

Maximize as reservas do seu negócio.

Solicite uma demonstração grátis!

Nossa equipe retornará o contato em breve.

Preenchendo este formulário você concorda com nossas políticas de privacidade.